#7 Penalidade máxima: a sonegação no futebol
#6 O que ganhamos com isenções fiscais às empresas?
#8 A maldição da financeirização

No futebol nem tudo é jogada bonita e bola na rede. Para muitos, o aspecto financeiro e o peso do dinheiro podem manchar a beleza do esporte mais popular do mundo.

A sétima edição do É da sua conta fala sobre a falta de transparência em transações milionárias, negócios suspeitos, paraísos fiscais e como funciona a indústria de sonegação de impostos no mundo do futebol.

  • Um intermediário da Confederação Brasileira de Futebol conta como são as transações dos jogadores de futebol entre clubes; quem ganha quanto e como se paga impostos sobre esses valores.
  • Veronica Grondona, da Tax Justice Network, explica o negócio do futebol nos paraísos fiscais.
  • O advogado do português Rui Pinto explica os motivos de sua prisão em Portugal. Também conhecido como John do Football Leaks, Rui Pinto denunciou esquema de corrupção e sonegação fiscal envolvendo clubes internacionais. A ativista e diplomata Ana Gomes questiona a vontade política das autoridades portuguesas em combater a corrupção e a sonegação fiscal.
  • As dívidas tributárias de mais de US$ 600 milhões dos maiores times brasileiros.
  • Como a sonegação fiscal virou um negócio às avessas e o que fazer para corrigir,   com Marcelo Lettieri da Instituto de Justiça Fiscal
  • O que pensam os amantes do futebol sobre o poder do dinheiro no esporte?
  • Onde pagam impostos os jogadores de futebol africanos que vão pra Europa? Comentário de Nick Shaxson, da Tax Justice Network
  • Call to action: O mundo do futebol precisa de mais transparência fiscal. Caso queira manifestar solidariedade ao denunciante do Football Leaks, siga-o no twitter Rui Pinto

Participantes desta edição:

Alexandre de Oliveira, intermediário da Comissão Brasileira de Futebol (CBF)

Almir Somoggi, sócio-diretor da Sports Value

Ana Gomes,  diplomata, ativista contra a corrupção e por justiça fiscal em Portugal

Breiller Pires, repórter do El País Brasil e comentarista da ESPN Brasil

Fernando Martins, jornalista e boleiro

Francisco Teixeira da Mota, advogado de Rui Pinto

Marcelo Lettieri, diretor técnico do Instituto de Justiça Fiscal (IJF)

Nick Shaxson, jornalista da Tax Justice Network

Veronica Grondona, pesquisadora da Tax Justice Network

Wilson Farina, DJ e boleiro

Links para assuntos citados no podcast:

Por que os clubes de futebol se endividam tanto no Brasil – El País Brasil

Conecte-se com a gente!

Download do podcast

Nosso canal no Youtube

Inscreva-se: [email protected]

Twitter

Facebook

Plataformas de áudio: SpotifyStitcherCastboxDeezeriTunes.

Dicionário
Jurisdição de Sigilo

Um paraíso fiscal ou jurisdição de sigilo é um lugar que deliberadamente fornece uma rota de fuga para pessoas ou entidades que vivem ou operam em outro lugar. Essas jurisdições as blindam contra quaisquer impostos, legislações penais, regulamentações financeiras, transparência ou outras limitações que elas não apreciem. Pessoas comuns cujas vidas são afetadas pela legislação dos paraísos fiscais não são consultadas sobre essas leis porque vivem em outros países: elas não têm voz sobre como são feitas essas leis, solapando, assim, seus direitos democráticos.

Paraíso Fiscal

Um paraíso fiscal ou jurisdição de sigilo é um lugar que deliberadamente fornece uma rota de fuga para pessoas ou entidades que vivem ou operam em outro lugar. Essas jurisdições as blindam contra quaisquer impostos, legislações penais, regulamentações financeiras, transparência ou outras limitações que elas não apreciem. Pessoas comuns cujas vidas são afetadas pela legislação dos paraísos fiscais não são consultadas sobre essas leis porque vivem em outros países: elas não têm voz sobre como são feitas essas leis, solapando, assim, seus direitos democráticos.

Offshore

Um paraíso fiscal ou jurisdição de sigilo é um lugar que deliberadamente fornece uma rota de fuga para pessoas ou entidades que vivem ou operam em outro lugar. Essas jurisdições as blindam contra quaisquer impostos, legislações penais, regulamentações financeiras, transparência ou outras limitações que elas não apreciem. Pessoas comuns cujas vidas são afetadas pela legislação dos paraísos fiscais não são consultadas sobre essas leis porque vivem em outros países: elas não têm voz sobre como são feitas essas leis, solapando, assim, seus direitos democráticos.

Mais episódios
abr. 25
2024
É Da Sua Conta
#60 Imposto mínimo global aos super ricos: como?
As propostas do EU Tax Observatory, das organizações que lutam por justiça fiscal e as expectativas do governo brasileiro na presidência do G-20 sobre o imposto mínimo global aos super ricos estão no episódio #60 do É da Sua Conta.
Ver informações do episódio
mar. 28
2024
É Da Sua Conta
#59 Primeiro justiça fiscal, depois flores!
Nós mulheres somos triplamente penalizadas: jornadas múltiplas de trabalho, recebemos menores remunerações e pagamos mais impostos dos que os homens, proporcionalmente. E é por isso que neste mês em que se comemora o Dia Internacional das Mulheres, o episódio #59 do É da Sua Conta tem como tema a Justiça Fiscal como instrumento para acabar com a desigualdade de renda e riqueza entre homens e mulheres.
Ver informações do episódio
fev. 29
2024
É Da Sua Conta
#58 Mudanças tributárias nas nossas mãos
O fim do sigilo sobre privilégios fiscais de grandes corporações no México, a revogação de um imposto injusto sobre os combustíveis na França, uma administração tributária mais transparente na Guatemala. Em comum está o fato destas medidas ocorrerem após ações bem sucedidas de pessoas, movimentos populares e organizações da sociedade civil.Estas e outras histórias de justiça fiscal nas mãos das pessoas então no livro Taxing Journey, How Civic Actors Influence Tax Policy (Jornada Tributária, como atores da sociedade civil influenciam a política tributária), organizado por Paolo de Renzio. No episódio #58 do É da Sua Conta, Paolo comenta os cinco elementos observados por ele nestas ações e que foram estratégicos para atingir o sucesso.
Ver informações do episódio
jan. 25
2024
É Da Sua Conta
#57 Monopólio = fábrica de desigualdades
Monopólios são muito mais poderosos do que definem os dicionários. Para além do domínio econômico, possuem forte influência nas decisões políticas nacionais e internacionais, ampliam as desigualdades trabalhistas, sociais e até mesmo o grau de insegurança nas ruas. Também tornam impossível a subsistências das pequenas empresas.São os monopólios que tomam as decisões sobre os alimentos que comemos, os remédios e agrotóxicos que ingerimos, a distribuição, uso e venda de nossos dados pessoais e das informações que recebemos, falsas ou verdadeiras. Por que os monopólios são tão prejudiciais para a sociedade e como conter o poder abusivo destas gigantes corporações?
Ver informações do episódio
dez. 21
2023
É Da Sua Conta
#56 Escola de heróis tributários
Esse é o tema do episódio #56 do É da Sua Conta, especial de fim de ano e em homenagem a auditores e auditoras fiscais das administrações tributárias do Brasil e dos países africanos lusófonos.
Ver informações do episódio
dez. 19
2023
É Da Sua Conta
#55 Criminosos na Amazônia lavam dinheiro nos EUA
Desmatamentos, exploração ilegal de minérios e de madeira: parte do dinheiro sujo dos crimes ambientais na Amazônia acabam em paraísos fiscais nos Estados Unidos. Quem são os responsáveis? Como parar com isso? Esse é o tema do episódio #55 do É da sua conta.
Ver informações do episódio